quinta-feira, 7 de abril de 2011

Admiráveis Plantas Bíblicas - Parte IV

Admiráveis Plantas Bíblicas - Parte IV

O CIPRESTE



Oi amigos,

São muitas as passagens bíblicas que relatam sobre o Cipreste (há quem chame de Cipestre também). 
Na literatura e na arte o cipreste é um símbolo que retrata sobre: a geração, a vida, a morte, a imortalidade, a e a dor.  Desde a antiguidade, seu uso sempre foi muito comum entre os egípcios, gregos e judeus. 
Algumas de suas espécies são conhecidas por pinheirinho, cedro-de-portugal, cipreste-de-portugal, cedro-do-buçaco, cipreste-mexicano, cipreste-de-bentham, cipreste-de-lindley ou cedro-de-goa. 
Uma característica que torna o cipreste muito interessante é que, independentemente da estação, suas folhas sempre se mantém verdes! 

Do cipreste também se produz incenso, ele é anti-séptico, adstringente, 
desodorante, alivia dores reumáticas, relaxa espasmos e cólicas, e auxilia no tratamento de problemas circulatórios, detendo sangramentos. Seu óleo é usado pelas mulheres quando estão na fase da menopausa. Na Europa é muito comum o uso de inaladores com a fumaça da resina do cipreste, pois, com ele, alivia-se a laringite, tosses espasmódicas e congestão pulmonar.

É muito comum também a sua utilização para se fazer cercas-vivas, 
assim como em construções que exigem boa madeira. Um dos mais comuns, o Cipreste de Portugal, é natural da América Central, mas foi cultivado a partir do séc. XVII em Portugal. Posteriormente, espalharam-se pelo mundo: Europa, inclusive para o Brasil. O Cipreste cresce rapidamente e pode atingir uma altura de 20 a 30 metros.

A madeira do Cipreste relatada na Bíblia várias vezes, foi usada para fazer casas, 
revestimentos, barcos, navios, instrumentos musicais. E há quem acredite que também foi a árvore escolhida para se construir a Arca de Noé e, provavelmente, a própria cruz de Jesus Cristo.

"Faze para ti uma arca da madeira de gofer (em algumas traduções aparece cipreste); farás compartimentos na arca e a betumarás por dentro e por fora com betume.
E desta maneira a farás: De trezentos côvados o comprimento da arca, e de cinquenta côvados a sua largura, e de trinta côvados a sua altura." (Gn 6:14-15)

É uma árvore que, pelo seu crescimento, também é 
comparada à arrogância, soberba e consequente queda do inimigo:  

"Outros cedros não lhe faziam sombra no jardim de Deus, os ciprestes nem se igualavam aos seus galhos e os plátanos nem se comparavam à sua ramagem. Árvore alguma no jardim de Deus lhe era igual em beleza. Portanto assim diz o Senhor DEUS: Porquanto te elevaste na tua estatura, e se levantou a sua copa no meio dos espessos ramos, e o seu coração se exalçou na sua altura,
Eu o entregarei na mão do mais poderoso dos gentios, que lhe dará o tratamento merecido; pela sua impiedade o lançarei fora."
(Ezequiel 31: 8, 10, 11)

Chora cipreste, que o cedro caiu, as árvores arrogantes foram derrubadas. Gritai de dor, carvalhos de Basã, que a mata virgem tombou ao chão. (Zacarias 11,2)


Por outro lado, representa o orgulho (saudável) 
do noivo e da noiva de cantares em poderem morar numa casa ornamentada por Ciprestes, o que faz com que esse lugar seja forte, protetor, bom, belo e aconchegante. Representando também a casa do noivo (Salomão) e de sua amada ou de Jesus e de sua Igreja,:  

Eis que és formoso, ó amado meu, e também amável; o nosso leito é verde. As traves da nossa casa são de cedro, as nossas varandas de cipreste. (Cântico dos Cânticos 1: 16, 17),  

ou o do próprio templo (a casa de Deus) e de seu povo:

E Hiram enviou mensageiros a Salomão, dizendo: “Ouvi o que me mandaste dizer. Farei tudo que desejas quanto à madeira de cedro e cipreste. (I Reis 5,22)
Salomão mandou revestir as paredes por dentro com tábuas de cedro. Cobriu-o por dentro com madeira, desde o pavimento até as traves do teto, e fez o pavimento com tábuas de cipreste. (I Reis 6,15)

...e duas portas de madeira de cipreste, ambas de duas folhas giratórias. (I Reis 6,34)
Por teus servos insultaste o SENHOR e disseste: ‘Com a multidão de meus carros subi ao alto dos montes, nos cumes do Líbano, cortei seus mais altos cedros e seus mais belos ciprestes. Penetrei até suas fronteiras remotas, nas matas fechadas. (II Reis 19,23)

Manda-me também troncos de cedro e de cipreste, e sândalo do Líbano. Eu sei que teus empregados têm muito jeito para cortar árvores do Líbano. Meus empregados trabalharão com os teus. (II Crônicas 2,7)

Revestiu a sala principal com madeira de cipreste e recobriu-a de ouro fino, depois aplicou ornamentos de palmas e correntes. (II Crônicas 3,5)

  
Referindo-se ao cipreste sendo usado para ornamentação do santuário de Deus 
e da Nova Jerusalém, lugar (forte, protetor, bom, belo e aconchegante) para os que adoram a Deus, em Isaías 60. A estes, em Oséias 14, o Senhor diz para que se convertam dos seus pecados e maus caminhos, pois esse era o motivo de suas quedas, tornando desertos em águas e trazendo vida ao povo que se arrependeu, como mostra Isaías 41. E o Senhor diz que os sarará e os amará e será para eles como um orvalho, e seus filhos florescerão, crescerão seus galhos e sua glória. O Senhor diz claramente que Ele é a resposta e assim como um cipreste verde é dEle que se brota o fruto! 
"CONVERTE-TE, ó Israel, ao SENHOR teu Deus; porque pelos teus pecados tens caído.
Eu sararei a sua infidelidade, eu voluntariamente os amarei; porque a minha ira se apartou deles.
Eu serei para Israel como o orvalho. Ele florescerá como o lírio e lançará as suas raízes como o Líbano.
Estender-se-ão os seus galhos, e a sua glória será como a da oliveira, e sua fragrância como a do Líbano.
Voltarão os que habitam debaixo da sua sombra; serão vivificados como o trigo, e florescerão como a vide; a sua memória será como o vinho do Líbano.
Efraim dirá: Que mais tenho eu com os ídolos? Eu o tenho ouvido, e cuidarei dele; eu sou como a faia verde; de mim é achado o teu fruto.
Efraim, que tens ainda a ver com os ídolos? Eu é que tenho a resposta, eu é que olho por ele. Eu sou como cipreste sempre verde, de mim é que brota o teu fruto”. (Oséias 14,1,4-9)
  Fruto do Cipreste

 Para ti virá o esplendor do Líbano, pinheiros, olmeiros e ciprestes virão enfeitar minha santa morada. (Glorificarei o lugar onde apoio os pés.) (Isaías 60,13)

Abrirei rios em lugares altos, e fontes no meio dos vales; tornarei o deserto em lagos de águas, e a terra seca em mananciais de água.
No deserto plantarei cedros, acácias, murtas e oliveiras, no chão árido porei juntos pinheiros, olmeiros e ciprestes.
Para que todos vejam, e saibam, e considerem, e juntamente entendam que a mão do SENHOR fez isto, e o Santo de Israel o criou. (Isaías 41:18-20)

Também podemos fazer do Senhor a nossa moradia, Ele é o verdadeiro lugar forte, protetor, bom, belo e aconchegante, e, assim como o cipreste foi usado, nós também podemos construir um lugar especial para Deus em nossas vidas. O cipreste nos ensina que não devemos ser soberbos ou arrogantes e que, independentemente das estações, estejamos sempre verdes, cresçamos, atravessemos continentes, sejamos acolhedores, belos, úteis. Também nos inspira a perfumar, levar a cura, ornamentar a casa do Pai, salvar pessoas de um dilúvio, construir uma casa forte, um barco ou o que quer que seja, para cumprir o propósito de Deus! 

Muita paz, da amiga,
Virgínia :)

8 comentários:

  1. Que Maravilha!!! Você não tem noção da maravilha que o Senhor fez através desse artigo.

    Jesus lhe abençoe!

    ResponderExcluir
  2. Amém! Fico muito feliz! Deus é bom! É muito bom receber um comentário, ainda mais tão edificante assim! :)

    ResponderExcluir
  3. Que estudo maravilhoso!!! :)

    ResponderExcluir
  4. Muito bom viu .. Deus te abençoe ^^)

    ResponderExcluir
  5. Excelente artigo. Estava a procura de uma explicação exatamente assim!

    ResponderExcluir