quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

DEUS É AMOR, MAS TAMBÉM É JUSTIÇA!


Oi queridos,
Uma das coisas que eu gosto de lembrar
dos tempos em que era criança, é que eu brincava de bicicleta na calçada com meus amiguinhos, a vizinhança era amiga, ou pelo menos eram pessoas amigáveis, o muro da casa onde eu morava na época era baixo e os pais do bairro podiam ficar tranquilamente observando suas crianças. Acho que a primeira vez em que eu ouvi falar a respeito de um bandido, foi sobre um assalto que houve num lugar distante, eu já devia estar com uns seis ou sete anos de idade. Foi uma coisa tão isolada, um caso que parecia até meio raro na época, pois todo mundo ficou falando naquilo como algo bem difícil de acontecer.
Outra coisa interessante em minha infância,
foi que eu estudei num colégio de "Padre e Freiras", como gostam de falar, lá apenas estudavam mulheres, era um sistema bem rígido, tinha muita disciplina, mas muito amor também. Mesmo quando eu me tornei evangélica, todos continuaram a me tratar muito bem, inclusive vinham com interesse genuíno falar comigo e perguntar algumas coisas para mim. Todos os dias, antes das aulas, era obrigatório uma reunião de oração com todas as séries reunidas no pátio do colégio, tinha oração, músicas, leitura bíblica, oração novamente e mais músicas, além das aulas de religião. Eu adorava a parte das músicas! Sem falar na questão do civilismo que nos era passada. Nessa época, tive disciplinas como: Estudos Sociais, Moral e Cívica e Relações Humanas.
Também, lembro-me de que sempre pedia a bênção aos meus pais e avós
e ainda hoje é assim, e eles continuam a dizer: Deus te abençoe! E se eu não peço, ficam magoados comigo! Na minha família e em outras naquele tempo, essa atitude era algo bem corriqueiro, talvez até como beber água: indispensável e normal. :)  

Infelizmente, ultimamente, podemos ver que coisas desse tipo,
estão ficando cada vez mais raras em muitos lares. Aliás, muito diferente, e pode acreditar que eu não estou falando de muito tempo atrás! Essa casa onde morei com minha família, atualmente está com o muro bem alto, assim como as outras mais próximas, não tem mais crianças andando de bicicleta na rua, e consequentemente os vizinhos estão presos em suas casas fechadas a cadeados "também" e a rua tem vigilância 24 horas. Ah! Sem falar que, ouvir sobre histórias de "assaltos" ficou extremamente normal em qualquer lugar que se vá em nossa cidade, e ou do Brasil, qualquer criança de três anos sabe o que significa a palavra bandido e de muitas outras do tipo. Nem é mais notícia, a não ser quando tem muita violência, etc.
A verdade é que a nossa sociedade atual, incluindo casas, colégios,
entre outras instituições do tipo, estão cada vez mais sem tempo para oração, ou um momento com Deus, muitos querem inclusive tirar o pouco que resta, como as aulas de religião. Que antes eram tratadas como fundamentais para o desenvolvimento do indivíduo. Os pais estão esquecendo de orar e abençoar seus filhos no dia-a-dia. Moral e civismo são coisas que os colégios acreditam, ou querem acreditar que se passa por osmose! Estão empurrando a responsabilidade uns para os outros e por causa disso, infortunadamente, um justo acaba pagando pelo pecador. É realmente uma pena que tenha chegado a esse ponto!
Queremos uma sociedade com igualdade, liberdade e fraternidade,
cidadãos de bem, sadios, notícias boas, bênçãos, mais oportunidades, etc. E mesmo sendo cada vez mais nítido de que a nossa sociedade precise de Deus e de valores, esta, é a primeira a impedir a presença de Deus e dos valores morais em casa e nas escolas, e infelizmente, todos os lados que deveriam ser responsáveis, fingem não entender que consciência, formação, cidadania, moral e civismo são também algo que se ensina e se aprende! Surgindo assim, uma sociedade de ninguém, sem valor, doente, triste, egoísta, sem Lei, degenerada e entregue às mazelas!

A começar em nós, vamos nos conscientizar e lutar pelos lados emocional, afetivo, psicológico, social e espiritual de nossas casas e crianças, pois o mundo não está brincando!

Ainda a respeito disso, gostaria que vocês lessem esse trecho de Mateus 18:

1 NAQUELA mesma hora chegaram os discípulos ao pé de Jesus, dizendo: Quem é o maior no reino dos céus?
2 E Jesus, chamando um menino, o pôs no meio deles,
3 E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus.
4 Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus.
5 E qualquer que receber em meu nome um menino, tal como este, a mim me recebe.
6 Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar.
7 Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!
8 Portanto, se a tua mão ou o teu pé te escandalizar, corta-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida coxo, ou aleijado, do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno.
9 E, se o teu olho te escandalizar, arranca-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida com um só olho, do que, tendo dois olhos, seres lançado no fogo do inferno.
10 Vede, não desprezeis algum destes pequeninos, porque eu vos digo que os seus anjos nos céus sempre vêem a face de meu Pai que está nos céus."

As fotos seguintes são de mó de Azenha


Mó de azenha: Moinho de roda, movido a água; atafona.

Sendo assim, cada vez mais, a gente se convence que o mundo
está cada vez pior e que é um lugar de muitos loucos! Mas devemos nos convencer também de que mais são os sãos (os bons) do que os loucos, e que é preciso agir e se posicionar contra essa realidade imunda que está aí! Casos como o do garotinho João Hélio, da Isabella, e infelizmente agora, o de Alanis, e de muitas outras crianças e inocentes, que estão sendo ceifados antes da hora e brutalmente maltratados estão acontecendo normalmente e na maioria das vezes sendo cuidados como mais um pela Lei e cia Ltda.
Meu Deus!!! Como pode alguém fazer mal a uma pessoa inocente e
ainda mais se tratando de uma criança?! Jesus é tão sábio que falou o que falou, e isso, nós podemos conferir em Mateus 18, o texto bíblico que citei acima, mas o homem quer sempre fazer as coisas à sua maneira e quer ser mais justo e mais sábio do que Deus! Esse foi justamente o problema de Lúcifer quando estava no Paraíso: querer desfazer as coisas de Deus, querer tomar o Seu lugar e ser mais do que o próprio Deus.
É como diz o ditado: "Deus escreve certo e por linhas certas, o homem é que lê torto."
A própria Bíblia fala: "Aquele que tiver ouvidos para ouvir, ouça o que o Espírito diz às Igrejas." A verdade é que o homem prefere não escutar aquilo que Deus tem a dizer e o justo acaba pagando caro por isso!
Sim, Deus é amor, mas também é justiça! "Deus nos ama como somos, mas Ele se recusa a nos deixar como somos." Uma coisa é certa, Deus é fiel e fará justiça a todos! De tudo daremos contas a Ele.
Amados, de qualquer forma, cuidado e amor, nunca são demais:
1) Orem e abençoem os seus filhos!
2) Fiquem atentos às crianças, mesmo que não sejam suas!
Qualquer coisa, gritem, peçam ajuda, chamem as autoridades!
3) Desconfiem de qualquer pessoa, movimentação ou atitute suspeita.
4) Ensinem às crianças a não confiar em estranhos...
5) Façam o bem!

"Glória, porém, e honra e paz a qualquer que pratica o bem;" Rm 2:10a

COMO DIRIA MARTIN LUTHER KING:
"O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons."

Fiquem na paz de Deus, que diante deste mundo louco, excede todo entendimento!

Virgínia Campos



Nenhum comentário:

Postar um comentário